Alunos recebem a visita do escritor Flávio Berutti

O segundo semestre letivo de 2018 em nossa escola foi bastante intenso. Vários foram os projetos, as implementações e as novas propostas realizadas por professores e por colaboradores. Entre eles, o professor Ilan Miranda, de Língua Portuguesa do 9º período do Ensino Fundamental, indicou para os alunos a leitura de um livro com o objetivo de inserir esse importante hábito no cotidiano de nossos discentes de maneira leve e gradativa. O livro escolhido foi o Brasil, 500 anos de esperança, de Flávio Berutti.

A obra foi adotada por sua linguagem direta e por abordar de forma suave um panorama dos principais aspectos históricos que formaram o Brasil que conhecemos nos dias de hoje, o que nos permite entender um pouco melhor o cenário político, econômico, social, cultural que vivemos. A leitura foi iniciada em sala de aula, como forma de instigar os alunos, e concluída em casa. Para tanto, foi feita uma escala de troca de livros, a fim de que, no final de duas semanas, todos tivessem a oportunidade de concluir a tarefa. Após a leitura, foi feita uma atividade em que eles puderam mostram sua própria interpretação da obra.

Mas o ápice dessa proposta foi a visita do próprio escritor, Flávio Berutti, à turma do 9º período para um bate papo informal acerca das impressões que cada um teve do livro. O autor, que é professor de história e nosso colega no Colégio Santo Agostinho de Contagem, deu o pontapé inicial na roda de conversa expondo os anseios e os objetivos que o levaram a tornar-se escritor de livros e a escrever a obra que tínhamos trabalhado. Depois abriu a oportunidade para uma conversa, na qual os alunos expuseram suas dúvidas, seus próprios anseios e o que aprenderam ao ler o livro Brasil, 500 anos de esperança.

Foi um momento de colaborações ricas e de intenso crescimento para todos que estavam envolvidos no trabalho. Dava para perceber na fala dos alunos e nos olhares atentos a semente do conhecimento germinar e apresentar seus primeiros frutos.